Verificação e validação nos modelos de melhoria de processo

28 02 2014

Em setembro do ano passado, “nasceu” um filho querido, metaforicamente falando. Meu artigo de conclusão da pós em Qualidade e engenharia de software foi publicado em uma revista nacional, a Engenharia de software, da Devmedia.

Este artigo apresenta a análise dos processos de verificação e validação, realizada numa instituição de pesquisa, desenvolvimento e inovação da região de Florianópolis, utilizando-se o mapeamento proposto pelo modelo de referência de processo de verificação e validação alinhado ao CMMI, MPS.BR e à norma ISO/IEC 15504. O resultado dessa análise é apresentado e melhorias no processo são propostas para implementação de V&V (verificação e validação) na instituição. Este artigo visa auxiliar as empresas a analisarem seus processos com vista a melhorias das práticas de verificação e validação que estejam em consonância com as normas e modelos de melhoria atualmente exigidos pelo mercado (CMMI, MPS.BR e à norma ISO/IEC 15504).

Mas por que eu o chamo de filho? Porque levei 9 meses para deixá-lo maduro o suficiente para que fosse publicado. O assunto abordado tem pouca aplicação no mercado, apenas empresas que buscam ou já possuem certificação realizam esses processos e por isso é um tema pouco discutido, se compararmos com testes de sistema (exploratórios ou automatizados). Mas nem por isso são de menor importância. Eu, particularmente, já peguei vários casos de uso mal escritos, sem regras de negócio, só com regras de tela. Na hora de testar você acaba levantando tantas perguntas que o analista se vê obrigado a refazer o caso de uso (retrabalho 1) e sobra pro desenvolvedor fazê-lo novamente (retrabalho 2). Esse é só um exemplo curto onde se vê que há 2 retrabalhos, que poderiam ter sido evitados caso houvesse uma etapa de revisão entre a especificação e o desenvolvimento. E todo mundo já sabe, quanto mais retrabalho, maior vai ficando o custo do projeto.

Quer saber mais? Acesse: http://www.devmedia.com.br/vv-nos-modelos-cmmi-mps-br-e-iso-iec/28937#ixzz2ue7MnTEA

Até mais! Vejo você no TDCFloripa 2014!

Já adiantando o próximo post: Submissão de Palestras TDC2014 Florianópolis

Anúncios




Preparatório Oficial da Certificação Brasileira de Teste de Software (CBTS) a distância

29 03 2010

Preparatório Oficial da Certificação Brasileira de Teste de Software (CBTS) a distância

OBJETIVOS:
Apresentar uma base de conhecimento de teste de software e preparar os alunos para a prova de Certificação Brasileira de Teste de Software (CBTS), criada pela Associação Latino Americana de Teste de Software (ALATS).

http://www.qualister.com.br/node/15

MINISTRANTE: Érika Tatiana Hmeljevski – É certificada CBTS. Possui seis anos de experiência na área de qualidade e teste de software. Tem experiência com liderança de projeto de teste e liderança de equipe. Atualmente é coordenadora da equipe de qualidade de software do Instituto Stela e diretora regional adjunta da Associação Latino Americana de Teste de Software em Santa Catarina.

DATA:
10, 17 e 24/abr (sábados das 9h às 13h e 14h às 18h)

INVESTIMENTO:
590,00 até 01/04
650,00 após esta data
(boleto, depósito ou cartão de crédito em até 12x)

METODOLOGIA:
Aulas expositivas ao vivo via webconferência.

INFORMAÇÕES:
contato@qualister.com.br
(48) 4052-9536 / 4052-9540

INSCRIÇÕES:
http://www.qualister.com.br/inscricao.php